Finalistas a tempo parcial na Universidade dos Açores só vão pagar 65% das propinas

Finalistas a tempo parcial na Universidade dos Açores só vão pagar 65% das propinas

 

Lusa/AO online   Regional   21 de Out de 2014, 18:58

O presidente da assembleia-geral de alunos da Universidade dos Açores anunciou que os cerca de 300 estudantes finalistas que não podiam inscrever-se a tempo parcial vão beneficiar de um novo regulamento que lhes permite pagar apenas 65% das propinas.

Luís Freitas falava na sequência de uma reunião que elementos da assembleia-geral e da associação de estudantes da academia açoriana tiveram na segunda-feira com o reitor, João Luís Gaspar.

A assembleia-geral de alunos enviou a 15 de outubro um documento ao reitor em que reiterava a necessidade de se voltar ao modelo de pagamento de propinas em vigor no ano letivo anterior e defendia um regime específico para os finalistas.

Luís Freitas referiu que o novo regulamento estipula que os alunos finalistas que se inscreveram em cinco ou menos disciplinas apenas pagarão 65% das propinas, com efeitos já no presente ano letivo.

O presidente da assembleia-geral revelou, por outro lado, que o atual regime de propinas se mantém, impondo o seu pagamento em quatro prestações, de cerca de 250 euros cada, e com a primeira a ter de ser liquidada até 30 de setembro.

“A alteração que tem lugar é que deixa de haver bloqueio dos alunos que não pagaram propinas, no prazo estipulado, às plataformas eletrónicas de auxílio ao estudo”, explicou Luís Freitas.

O dirigente associativo referiu que compete aos alunos afirmarem agora se estão ou não satisfeitos com a “resposta efetiva” da reitoria da Universidade dos Açores.

Os alunos da Universidade dos Açores promoveram recentemente uma assembleia-geral aberta, permanente, em protesto contra as novas regras das propinas e do regime de estudante a tempo parcial.

João Luís Gaspar esteve hoje na assembleia-geral de alunos para explicar as alterações.

Os estudantes vão promover na quarta-feira um cordão humano e os dirigentes associativos da academia açoriana esperam que, através desta forma, se possa apurar a sua posição.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.