Língua

Fim do ensino de Português preocupa emigrantes


 

Lusa / AO online   Nacional   26 de Jan de 2010, 11:08

O eventual fim do ensino de português como língua materna está a preocupar "deveras" o órgão consultivo do Governo sobre emigração, que elegeu o tema como um dos principais pontos da reunião que começa quarta-feira em Lisboa.
Em causa estão declarações da recém-empossada presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, que admitiu a possibilidade de o ensino do português enquanto língua materna poder acabar em alguns países.

"O Conselho Permanente (CP) do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) está deveras preocupado com as recentes declarações da professora Ana Paulo Laborinho", refere o CP, acrescentando que estas afirmações "poderão mesmo significar que o Governo entende desvincular-se de princípios constitucionais que obrigam e unem o Estado Português ao conjunto dos cidadãos portugueses espalhados pelo mundo".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.