Energia

Fim das tarifas reguladas na luz e gás seria medida "muito positiva"


 

Lusa / AO online   Economia   20 de Jan de 2010, 16:17

O presidente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos considerou que o fim das tarifas reguladas na electricidade e no gás natural seria "uma medida muito positiva" porque tornaria "irreversível a tendência actual de liberalização destes mercados.
"À ERSE parece-nos uma medida muito positiva", disse hoje Vítor Santos à saída de uma audição com os deputados da Comissão Parlamentar de Assuntos Económicos, Inovação e Energia.

O Governo comprometeu-se, no documento das Grandes Opções do Plano 2010-2013, a apresentar até ao final da legislatura um calendário para eliminar as tarifas de electricidade e de gás aos clientes finais, mantendo uma tarifa social para as famílias mais pobres.

Vítor Santos afirmou hoje que "a ERSE defendeu essa medida desde sempre, em linha com o que é consensual na União Europeia" e sublinhou que, a verificar-se, trata-se de "uma decisão ligada à concorrência de alcance estratégico muito relevante".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.