Futebol

Figo já está no "Passeio da Fama" do Mónaco

Figo já está no "Passeio da Fama" do Mónaco

 

Lusa/AO online   Futebol   10 de Out de 2011, 18:28

O português Luís Figo faz desde hoje parte do “Passeio dos Campeões”, no Mónaco, onde deixou a marca dos seus pés, como símbolo do grande futebolista que foi, numa homenagem apenas reservada aos maiores jogadores do Mundo

“As homenagens nunca se pedem, nem nunca se recusam, aceitam-se, porque partimos sempre do princípio que o seu sentimento é genuíno”, disse à Agência Lusa Figo, que se junta assim no “Passeio dos Campeões” a Eusébio, um dos homenageados na edição de 2003.

Para Figo, o facto de a homenagem assim ser feita é especialmente emblemática: “Aquilo que sou e a história que escrevi deve-se em grande parte à marca que hoje vou deixar num passeio do Mónaco: os meus pés. É evidente que eles foram responsáveis por executar aquilo que a minha cabeça pedia", explicou.

“O futebol deu-me o que sou e o que serei e aquilo que posso fazer, a todos aqueles que me apoiaram e me seguiram durante toda a minha carreira, é retribuir preservando a memória do futebolista que fui e do homem que sou. Obrigado a todos, principalmente a quem se lembrou de me incluir neste restrito grupo de futebolistas a quem decidiram prestar esta homenagem”, disse ainda Luís Figo à Lusa.

Na mesma ocasião, entraram para o “Passeio da Fama” mais três antigos jogadores: o holandês Ruud Gullit, o argelino Rabah Madjer e o ganês Abedi Pele.

O “Passeio dos Campeões” foi criado em 2003, numa iniciativa da Golden Foot, e nesse ano os escolhidos para deixar as primeiras marcas foram Eusébio, o argentino Diego Maradona, o francês Just Fontaine e o italiano Gianni Rivera.

A lista foi crescendo anualmente e no ano passado eram já 36 lendas do futebol homenageadas, não se repetindo no entanto, até hoje, a presença de um português.

Ao mesmo tempo, a Golden Foot promove anualmente a escolha de um jogador, ainda em atividade e com pelo menos 29 anos de idade e uma carreira brilhante.

Esse prémio já foi atribuído, entre outros, a Robert Baggio, Ronaldo, Pavel Nedved e Andrey Shevchenko. Entre 2003 e 2009 Luís Figo foi sempre um dos dez finalistas nomeados.

A Espanha lidera a lista de finalistas de 2011, com quatro nomeados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.