FIFA inicia inspeção dos estádios e instalações do Mundial2018 na Rússia


 

Lusa/AO online   Futebol   13 de Out de 2014, 18:26

A FIFA iniciará esta semana a inspeção dos estádios e instalações do Mundial de futebol, que se vai realizar na Rússia em 2018, informou hoje o Comité Organizador da competição em comunicado.

 

A delegação da FIFA iniciará a inspeção a partir de terça-feira, em São Petersburgo, cujo estádio acolherá uma das meias-finais do Mundial, além da Copa das Confederações em 2017 e vários jogos do Euro2020.

O estádio, que tem capacidade para 66 mil espetadores, encontra-se em fase de construção e tem suscitado alguma polémica por causa dos atrasos que se registaram, das mudanças de planificação e do aumento dos custos iniciais.

Seguir-se-á a inspeção ao estádio de Kazan, na sexta-feira, que albergou a Universíada 2013, e no sábado o de Sochi, que acolheu as cerimónias de inauguração e clausura dos Jogos Olímpicos de Inverno, em fevereiro passado.

O ponto final da visita acontecerá no domingo e segunda-feira na capital russa, que terá dentro de quatro anos os estádios de Luzhnikí, onde se disputará a final do Mundial2018 e que está a ser alvo de remodelação, e do Spartak, sede de uma das meias-finais e que foi inaugurado em setembro.

Além dos estádios, os especialistas da FIFA e do Comité Organizador local irão inspecionar os preparativos em matéria de segurança, transportes, alojamento e comunicações.

Depois do que se passou no Brasil, a FIFA permitiu à Rússia reduzir a capacidade mínima dos estádios de 45.000 para 35.000 espetadores

“Não é um favor que nos fazem, porque depois de analisar a situação no Mundial do Brasil, ficou claro que nem todos os estádios encheram e existe o receio de que depois da competição esses estádios não sejam aproveitados”, disse recentemente o presidente russo, Vladimir Putin.

No entanto, a FIFA não irá reduzir o número de cidades que acolhem jogos do Mundial, que serão onze: Moscovo, São Petersburgo, Kazán, Sochi, Yekaterimburgo, Nizhni Novgorod, Volgogrado, Samara, Rostov, Kalininegrado e Saransk.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.