Fernando Santos diz que a convocatória do Euro2016 está praticamente definida

Fernando Santos diz que a convocatória do Euro2016 está praticamente definida

 

LUSA/AO online   Futebol   2 de Mai de 2016, 13:59

Fernando Santos garantiu que os 23 futebolistas que vão representar Portugal no Euro2016 serão escolhidos apenas de acordo com o seu pensamento, e não da opinião pública, e assumiu que as lesões são o 'pesadelo' dos selecionadores nacionais

A menos de 20 dias de revelar os eleitos para o Europeu, o técnico, de 61 anos, admitiu que tem a lista praticamente definida, embora esteja ‘refém’ dos problemas físicos que os jogadores possam sofrer na parte final da temporada, como aconteceu recentemente com Danny e Fábio Coentrão, que vão falhar, por lesão, o torneio que vai decorrer em França.

"Há jogadores que faziam parte de uma lista restrita para os 23 e já não estão nessa lista por não estarem clinicamente aptos. Há sempre incertezas até terminaram os campeonatos e as taças. Até lá, estamos sempre nestas incertezas. Se fosse hoje a convocatória, não teria muitas dúvidas", afirmou Fernando Santos, em entrevista à agência Lusa.

Apesar de estar parado desde o final do ano passado, devido a fratura na tíbia direita, Tiago não está afastado das possíveis escolhas de Fernando Santos, assim como Renato Sanches, que recentemente se estreou na seleção principal, com apenas 18 anos, e foi recebido como um dos ‘favoritos’ dos adeptos.

“O Tiago foi um jogador importante e influente na fase de apuramento. Vamos ver. Temos que ter serenidade nestas decisões. Quanto ao Renato Sanches, o público tem a sua opinião, mas a decisões são feitas de acordo com aquilo que é o meu pensamento e no dia 17 de maio vou anunciá-las. Há uma lista alargada e ele faz parte dela, como muitos outros”, referiu.

O selecionador nacional admitiu que tanto Coentrão como Danny tinham fortes possibilidades de fazer parte do lote de convocados e confessou que recebeu a notícia da impossibilidade de ambos com “tristeza”.

“Tive a oportunidade de falar com dois e estavam muito tristes. E eu também fiquei triste por saber que estavam impedidos por essa razão. Estávamos convencidos que o Fábio poderia entrar nas contas, estava bem e estava a voltar a jogar, mas lesionou-se outra vez. Temos que levar ao Campeonato da Europa os jogadores que estão aptos e temos que ter todos bem”, disse.

Seis dias depois do anúncio dos 23 eleitos, Portugal inicia o estágio para o Europeu e, caso a seleção nacional alcance a final da prova, o grupo pode estar junto perto de 50 dias, pelo que será preciso “gerir muito bem a questão mental” dos jogadores.

“Em França, a partir do dia 09 de junho, vamos estar no centro de estágios, recolhidos e longe tudo. É preciso gerir bem isso e é nisso que estamos a trabalhar e achamos que vamos consegui-lo. O que aprendi na Grécia é que é jogadores necessitam de ver as famílias, de estar com elas e partilhar com elas. É determinante. Cansa ver as mesmas caras todos os dias. É importante refrescar”, explicou Fernando Santos.

Pela primeira vez, a seleção lusa vai preparar uma fase final na recentemente inaugurada Cidade do Futebol, em Oeiras, um cenário que ajuda “muito” na preparação para o próximo Campeonato da Europa.

“Não ganha jogos, mas vai ajudar muito. É muito diferente irmos treinar hoje num campo e amanhã noutro. As condições nunca são iguais. Agora somos um pouco clube. Aqui temos tudo, temos a nossa casa”, disse.

Fernando Santos anuncia a 17 de maio, seis dias antes do início do estágio, os 23 jogadores convocados para a fase final do Euro2016, que vai decorrer em França, de 10 de junho a 10 de junho, com Portugal integrado no Grupo F, juntamente com Islândia, Áustria e Hungria.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.