Fernando Santos candidato a treinador do ano da FIFA

Fernando Santos candidato a treinador do ano da FIFA

 

LUSA/AO online   Futebol   2 de Nov de 2016, 12:47

O selecionador português, Fernando Santos, integrou hoje a lista de candidatos ao prémio de treinador do ano da FIFA, depois de conduzir a 'equipa das quinas' a um inédito título de campeão europeu de futebol

Fernando Santos integra uma lista de 10 treinadores escolhida pelo comité de futebol da FIFA, cujo vencedor será anunciado a 09 de janeiro em Zurique, na Suíça.

O treinador português assumiu o comando da equipa lusa ao segundo jogo da fase de qualificação para o Euro2016, substituindo Paulo Bento após a derrota com a Albânia em casa.

Na caminhada para o Euro2016, com Fernando Santos, que falhou os dois primeiros encontros por castigo, ao leme, somou sete triunfos em outros tantos jogos.

No torneio, que se realizou em França, Portugal apenas venceu um encontro nos 90 minutos, frente ao País de Gales (2-0), nas meias-finais, somando três empates na fase de grupos – Islândia (1-1), Áustria (0-0) e Hungria (3-3).

Na segunda fase, Portugal eliminou a Croácia no prolongamento, por 1-0, afastou a Polónia no desempate por grandes penalidades, antes de Éder, no prolongamento da final, dar o triunfo sobre a França (1-0).

Em jogos oficiais, a única derrota de Fernando Santos ocorreu no início da qualificação para o Mundial2018, frente à Suíça (2-0), seguindo-se goleadas por 6-0 sobre Andorra e Ilhas Faroé.

Além do selecionador luso, está nomeado o francês Zinédine Zidane, campeão europeu pelo Real Madrid, o argentino Diego Simeone, que levou o Atlético de Madrid à final da Liga dos Campeões.

O italiano Cláudio Ranieri, que conduziu o Leicester a um inédito título inglês, também figura entre os candidatos, assim como os espanhóis Luis Enrique (FC Barcelona) e Pep Guardiola (Bayern Munique e Manchester City), campeões em Espanha e Alemanha, respetivamente.

Na lista de 10 nomeados, apenas quatro não conquistaram qualquer título, casos dos selecionadores do País de Gales, Chris Coleman, e de França, Didier Deschamps, reconhecidos pelas respetivas campanhas no Euro2016.

O argentino Mauricio Pochetino (Tottenham) e o alemão Jurgen Klopp (Liverpool) completam a lista.

O vencedor sairá de uma votação que combina a escolha dos selecionadores e capitães, numa percentagem de 50%, e das opções do público, que fará as suas escolhas ‘online’, e dos votos de um grupo de mais de 200 jornalistas.

A FIFA anuncia na quinta-feira a lista de nomeações para as melhores jogadoras, antes de divulgar na sexta-feira o lote de candidatos a melhor jogador, este alargado a 23 futebolistas.

A votação nas quatro categorias decorrerá de 04 de novembro a 22 de novembro e a 04 de dezembro a FIFA anunciará quais os três finalistas nos quatro prémios, cujos vencedores serão conhecidos a 09 de janeiro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.