Fenprof inicia ronda de plenários por causa dos cortes na educação


 

Lusa/AO On line   Nacional   25 de Out de 2010, 06:35

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) promove a partir de hoje plenários e reuniões pelo país para debater as medidas que o Governo pretende impor com o Orçamento de Estado para 2011.

Segundo a Fenprof, espera-se que estas reuniões juntem “milhares de docentes” num processo de esclarecimento sobre medidas que a Federação entende que terão “fortes e graves implicações no plano laboral e social”.

A Fenprof refere ainda que os plenários distritais serão “momentos importantes de mobilização para as lutas que já estão convocadas”, como a greve geral de 24 de novembro.

Nos plenários será apresentada uma moção, proposta pelo Secretariado Nacional da Fenprof, para que seja debatida e votada. Depois de aprovada será enviada ao Ministério da Educação, primeiro ministro e grupos parlamentares.

A despesa prevista para o Ministério da Educação vai sofrer um corte de 11,2 por cento em 2011 face à execução estimada para este ano, ficando com menos 800 milhões de euros para gastar.

Segundo a proposta do Orçamento do Estado para 2011, a despesa total consolidada do ministério de Isabel Alçada é de 6 391 milhões de euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.