Feira Agrícola dos Açores em junho com 270 vacas Holstein Frísia a concurso

Feira Agrícola dos Açores em junho com 270 vacas Holstein Frísia a concurso

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   26 de Mai de 2017, 12:26

A Feira Agrícola Açores decorre de 15 a 18 de junho, em São Miguel, com 270 vacas da raça Holstein Frísia a concurso, num certame que é uma montra de divulgação das produções da região.

 

"É um certame de reconhecida importância para o desenvolvimento da agricultura da região e que promove as potencialidades dos agricultores, dos produtores e da agroindústria de todas as ilhas", afirmou o secretário regional da Agricultura e Florestas.

João Ponte falava numa conferência de imprensa para apresentação do certame, que se realiza desde a década de 80, promovido pelo Governo dos Açores, em parceria com a Associação Agrícola de São Miguel e que vai decorrer no parque de exposições de Santana, em Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande.

A edição deste ano conta com 600 metros quadrados de espaços cobertos, bem como mais de 2.700 metros quadrados de exposição ao ar livre para o setor agrocomercial, onde cerca de 60 operadores económicos vão dar a conhecer serviços e ferramentas disponíveis para os agricultores regionais, acrescentou.

No âmbito da feira decorrerá o 16.º concurso micaelense da raça Holstein Frísia que contará este ano com a participação de 270 animais de São Miguel, Faial, Pico, São Jorge e Terceira, organizado pela Associação Agrícola de São Miguel, um evento com projeção nacional e internacional.

O titular pela pasta da Agricultura nos Açores salientou que o concurso, este ano incluído na Feira Agrícola Açores, "ganha uma envolvência regional e projeta a excelência genética reconhecida a nível nacional", indicando, ainda, que "a adesão ao concurso de jovens manejadores é bem demonstrativa da motivação da juventude para o mundo agrícola".

João Ponte destacou também o cariz comercial da feira, que dá "ênfase à excelência das produções agrícolas e pecuárias açorianas", e salientou a importância do ponto de vista turístico.

Para o presidente da Associação Agrícola de São Miguel, Jorge Rita, o certame ocorre numa "altura crucial" para todos os agentes do setor demonstrarem o potencial da fileira da carne, leite, produtos hortícolas e frutícolas.

"Mesmo numa altura de crise e de grandes dificuldades, a expectativa é alta", realçou o dirigente associativo, referindo que ao longo das várias edições da feira já foi demonstrada "a excelência dos animais" e o trabalho dos produtores regionais a nível nacional e internacional.

Jorge Rita realçou, igualmente, a excelência genética dos animais, referindo que existem "nichos de mercados para a venda de genética da região para o exterior".

Do programa da Feira Agrícola Açores, cuja realização conta com o envolvimento de outras associações e parceiros, consta uma mostra de 30 animais de raças bovinas de carne com maior expressão na região e ainda uma mostra de 20 ovinos e caprinos.

No dia 18 está programado um leilão de novilhas, mas durante o certame vão decorrer também concursos hortícolas frutícolas, de mel, queijos e uma mostra de chá dos Açores com provas e palestras sobre aquela produção.

Os equinos também estarão presentes com 36 animais, quer na vertente produtiva, quer na lúdica.

Haverá animação lúdica e cultural, destacando-se a demonstração de Juntas de Ramo Grande, provas comentadas de vinhos e chá, e avaliação por degustação do público dos queijos dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.