Federer volta à liderança do ténis mundial e é o mais velho número 1 de sempre

Federer volta à liderança do ténis mundial e é o mais velho número 1 de sempre

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   19 de Fev de 2018, 11:51

O suíço Roger Federer tornou-se, esta segunda-feira, aos 36 anos e sete meses, o número 1 mais velho da hierarquia do ténis mundial, posto ao qual regressou depois de ter conquistado no domingo o 97.º título da carreira.

O triunfo no torneio de Roterdão permitiu a Federer voltar à liderança, que era ocupada pelo espanhol Rafael Nadal, cinco anos e 106 dias depois de ter cedido o primeiro posto pela última vez e 14 anos e 17 dias depois de o ter ocupado pela primeira vez.

O búlgaro Grigor Dimitrov, derrotado por Federer em Roterdão, por duplo 6-2, subiu um posto e segue na quarta posição, atrás de Nadal, segundo, e do croata Marin Cilic, que é terceiro.

O sul-africano Kevin Anderson, que no domingo venceu o torneio de Nova Iorque, estreou-se no ‘top-10’, entrando para o nono posto da hierarquia, à frente do argentino Juan Martin del Potro, que desceu um lugar.

João Sousa, que esta semana foi eliminado na primeira ronda do torneio de Roterdão, continua a ser o único português no ‘top- 100’, mas desceu do 68.º para o 71.º lugar.

Atrás de Sousa, os melhores portugueses são Gastão Elias, no lugar 114, Pedro Sousa, na posição 122, e João Domingues, no posto 191.

O ‘ranking’ feminino manteve-se praticamente inalterado no ‘top-10’, com a dinamarquesa Caroline Wozniacki a liderar, seguida da romena Simona Halep e da espanhola Garbine Muguruza, segunda e terceira classificadas, respetivamente.

Michelle Brito é a melhor portuguesa, na 361.ª posição.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.