Federação de Empresários e Profissionais Luso-canadianos quer tornar-se Câmara de Comércio

Federação de Empresários e Profissionais Luso-canadianos quer tornar-se Câmara de Comércio

 

Ao/Lusa   Economia   13 de Jul de 2014, 10:53

O novo presidente da Federação de Empresários e Profissionais Luso-canadianos (FPCBP) disse à Lusa que pretende fazer daquela associação uma Câmara de Comércio para fomentar negócios.

 

"Temos o objetivo a médio prazo de tornar a federação numa verdadeira Câmara de Comércio", disse à agência Lusa Sérgio Ruivo.

O dirigente acrescentou que a federação pretende ser o "ponto de encontro" das empresas que estejam interessadas em estabelecer-se no Canadá ou "arranjar parcerias na distribuição dos produtos".

O novo presidente da federação disse ainda que quer, por outro lado, ajudar as empresas canadianas ou luso-canadianas a "entrarem no mercado português", criando eventos em que esperam trabalhar com as entidades oficiais.

Outro dos objetivos de Sérgio Ruivo prende-se com a "expansão das capacidades" da federação "aumentando o número de membros". A Federação de Empresários Profissionais Luso-canadianos já teve cerca de 250 associados, mas atualmente os que pagam as quotas não chegam aos 100.

"Só com muita dinâmica é que se conseguem angariar mais membros", disse o responsável.

Sérgio Ruivo, 52 anos, é contabilista de profissão, natural de Leiria, está no Canadá há 48 anos, foi eleito no dia 24 de junho presidente da federação, num mandato de dois anos, sucedendo a Cristina Martins, que foi eleita deputado provincial pela área da Davenport, e teve por isso de prescindir do cargo.

A FPCBP foi criada em dezembro de 1981 e representa empresários e profissionais de vários setores de atividade na Grande Área de Toronto (GTA) e sul da província do Ontário.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.