FC Porto procura virar resultado no Estoril e reforçar liderança da I Liga

FC Porto procura virar resultado no Estoril e reforçar liderança da I Liga

 

Lusa/AO online   Futebol   21 de Fev de 2018, 08:56

O FC Porto procura esta quarta-feira virar o resultado negativo (1-0) frente ao Estoril Praia e consolidar a liderança da I Liga portuguesa de futebol, nos 45 minutos em atraso referentes à segunda parte do jogo da 18.ª jornada.

O encontro, que se começou a disputar em 15 de janeiro, foi interrompido ao intervalo devido a problemas de segurança na bancada norte do Estádio António Coimbra da Mota, numa altura em que os anfitriões venciam por 1-0, graças ao golo marcado pelo médio brasileiro Eduardo Teixeira, aos 17 minutos.

A equipa portuense lidera o campeonato, com mais dois pontos do que o tetracampeão Benfica e o Sporting, e, caso consiga dar a volta ao resultado, passará a dispor de uma confortável vantagem de cinco pontos sobre os rivais lisboetas.

Os dois treinadores poderão efetuar as alterações que pretendam relativamente aos ‘onzes’ apresentados há um mês, com a condicionante de que nenhum jogador presente em campo no momento da interrupção poderá ser utilizado noutra condição, ou seja, não poderá ser inscrito como suplente.

Como Iker Casillas parece ter recuperado a titularidade na baliza do FC Porto, o guarda-redes José Sá, que iniciou a partida de janeiro no ‘onze’, não poderá sentar-se no banco de suplentes, caso Sérgio Conceição continue a apostar no guardião espanhol.

Sérgio Conceição não poderá, garantidamente, contar com o mexicano Layún, que foi emprestado ao Sevilha, enquanto Ricardo Pereira, Danilo e Aboubakar estão lesionados, o que obrigará o treinador dos ‘dragões’ a promover muitas alterações.

Como o regulamento de competições da Liga determina que podem ser utilizados jogadores que há um mês não constavam da ficha técnica do jogo, o técnico portuense poderá convocar o influente Brahimi e Otávio, ausentes em janeiro devido a lesão.

Por outro lado, o regulamento impõe também que apenas podem ser integrados na ficha técnica de hoje jogadores que já estivessem inscritos no clube na data inicial da partida, o que impede Sérgio Conceição de contar com os reforços Osorio, Paulinho, Gonçalo Paciência e Waris.

No Estoril, ficarão de fora Wesley e Aylton Boa Morte, emprestados ao Paraná e ao Cova da Piedade, e nenhum dos jogadores adquiridos na reabertura do mercado de transferências pode ser opção para o treinador Ivo Vieira, que, por outro lado, já poderá utilizar Mano, Halliche, Lucas Cavalcante e Victor Andrade.

A nível disciplinar, o regulamento estipula que apenas os jogadores que estavam suspensos na data original da partida mantêm essa condição, como acontece com o avançado estorilista Kléber.

O avançado portuense Corona, que recebeu o quinto cartão amarelo na Liga no jogo com o Rio Ave, e o avançado ‘canarinho’ Bruno Gomes, expulso frente ao Belenenses, ambos na jornada anterior (23.ª), estarão disponíveis, pois apenas cumprirão as suspensões na 24.ª ronda.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.