Liga Europa

FC Porto ganha na Turquia e tem um pé na fase seguinte

FC Porto ganha na Turquia e tem um pé na fase seguinte

 

Lusa/AO online   Futebol   21 de Out de 2010, 20:03

O FC Porto venceu o Besiktas, por 3-1, na Turquia, isolando-se no comando do Grupo L da Liga Europa e praticamente garantindo o apuramento para a próxima fase
O FC Porto venceu de forma concludente o Besiktas na Turquia, por 3-0, em jogo do Grupo L da Liga Europa de futebol, no qual terminou reduzido a nove jogadores.

As expulsões de Maicon (43 minutos) e Fernando (88) foram insuficientes para travar a maior capacidade dos portistas, que venceram em Istambul com golos de Falcao (26) e Hulk (59 e 77), de nada valendo a resposta tardia de Bobô (92).

Frente ao sétimo do campeonato turco, desfalcado do português Quaresma e do espanhol Guti, entre outros, a equipa de André Villas-Boas queixou-se de um golo mal anulado a Falcao (35), que daria o 2-0, e ainda de um empurrão pelas costas ao colombiano, quando este já estaria no interior da área.

Com o pleno de nove pontos, contra seis do adversário, três do Rapid Viena e zero do CSKA Sofia, o FC Porto já pensa na próxima fase da Liga Europa.

O Besiktas cedo mostrou fibra - Nihat (3) obrigou Helton a defesa vistosa – mas com o tempo os “dragões” assumiram o controlo, avisando em lance individual de Hulk (21), que apenas deu canto.

O golo surgiu num canto de Belluschi (26) em que Falcao cabeceou para o fundo das redes, beneficiando do voo em falso do guarda-redes Arikan (0-1).

Helton travou a resposta turca – segurou remates de Nihat e Tabata – e a equipa recolheu ao balneário em protestos pelas decisões do árbitro, que esteve bem ao expulsar Maicon (43) que travou Bobô quando este se isolava.

Em superioridade, o Besiktas pressionou forte após o reatamento, mas Helton continuava sereno e, aos 59, Álvaro Pereira lançou longo para o solitário Hulk, a bola bateu no chão e passou por cima do desprevenido Zapotocny, com o avançado portista a isolar-se e ampliar para 2-0.

O Besiktas sentiu muito o golpe e baixou a pressão, disso tirando partido Hulk (77) para fazer o terceiro: Belluschi rasgou a defesa com um passe longo, o brasileiro ganhou em corrida, “sentou” o defesa e atirou fora do alcance do guarda-redes, merecendo, por isso, o aplauso do público local.

Já reduzidos a nove, os portistas sofreram o primeiro golo na competição, apontado pelo brasileiro Bobô (92).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.