Fatah e Hamas assinaram um acordo de reconciliação no Cairo


 

Lusa/AO online   Internacional   12 de Out de 2017, 14:59

Os movimentos palestinianos Fatah e Hamas assinaram um acordo de reconciliação, numa cerimónia no Cairo, que acaba com a divisão existente entre ambas as fações desde 2007.


O representante da Fatah, Azzam al-Ahmed, e o líder do Hamas, Saleh al-Arouri, disseram numa conferência de imprensa que o primeiro passo para a reconciliação será reforçar o Governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), que voltou à Faixa de Gaza no dia 02 de outubro.

“As negociações focaram-se em impulsionar o governo de consenso nacional para que trabalhem com todas as suas competências, tanto na Cisjordânia (governada pela Fatah) como em Gaza (controlada pelo Hamas)", assegurou Saleh al-Arouri.

Azzam al-Ahmed disse aos jornalistas, depois da cerimónia, que tinha sido alcançado um “acordo completo” para capacitar um governo de unidade nacional para assumir as suas autoridades em Gaza.

O Hamas, vencedor das eleições legislativas em 2006, foi privado da sua vitória devido à pressão internacional, expulsou a Autoridade Palestiniana liderada por Abbas e as forças de segurança da Faixa de Gaza, à custa de quase uma guerra civil em 2007.

A Autoridade Palestiniana, uma entidade reconhecida internacionalmente como um pré-Estado palestiniano independente, é dominada pela Fatah, secular e moderada.

A Autoridade Palestiniana só exerce o seu poder na Cisjordânia, ocupada por Israel e distante da Faixa de Gaza por algumas dezenas de quilómetros.

Todas as tentativas de reconciliação entre a Fatah e o Hamas, que domina a Faixa de Gaza, falharam desde 2007.

 




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.