Famílias apoiadas pelas Misericórdias vão poder aprender mais sobre nutrição

Famílias apoiadas pelas Misericórdias vão poder aprender mais sobre nutrição

 

Lusa/Ao Online   Nacional   12 de Set de 2016, 18:19

As famílias apoiadas pelas Misericórdias vão poder aprender mais sobre alimentação e nutrição, através do projeto Nutriciência, que utiliza jogos interativos e uma rede social para promover hábitos alimentares saudáveis, anunciaram hoje os promotores da iniciativa.

Lançado pela Universidade do Porto, em parceira com a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) e a Universidade de Oslo, o “Nutriciência: Jogar, Cozinhar e Aprender” pretende “aumentar a literacia nutricional das famílias portuguesas”.

Ao associar-se a esta “iniciativa inovadora”, a União das Misericórdias Portuguesas pretende “contribuir para a adoção de hábitos saudáveis junto das famílias que já procuram apoio social junto das Misericórdias”, explica o presidente da UMP, Manuel de Lemos, em comunicado enviado à agência Lusa.

“Através das novas tecnologias é possível criar momentos interativos que apoiem a educação alimentar e dessa forma contribuir para qualidade de vida destas famílias”, acrescenta Manuel de Lemos.

O coordenador do projeto e professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, José Azevedo, acrescenta que objetivo do projeto é que “as pessoas se divirtam enquanto descobrem novas curiosidades sobre alimentação e os benefícios da prática de uma alimentação saudável”.

José Azevedo deu como exemplo “a importância do aumento do consumo de fruta e hortícolas da época e de produção local e a diminuição da ingestão de açúcar e de sal”.

No projeto, inserido no programa “Iniciativas em Saúde Pública” e que vai entrar na segunda fase, gerido pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), participam pais, crianças do ensino pré-escolar e educadores de infância inseridos nos programas de resposta social das Misericórdias portuguesas.

As famílias envolvidas são desafiadas a participarem também num concurso televisivo de culinária, que visa premiar as receitas mais saudáveis propostas pelas famílias participantes no projeto.

A segunda fase do projeto arranca na quinta-feira, no Centro João Paulo II, em Fátima, com a realização de um almoço saudável a partir das receitas vencedoras apresentadas pelas famílias na primeira fase do projeto.

O encontro irá contar com a participação de Alida Endresen, Conselheira da Embaixada da Noruega (um dos Estados doadores de financiamento para a concretização do Nutriciência), de Inês Ferreira, da ACSS, e de Manuel de Lemos.

Até ao momento, participaram no projeto Nutriciência cerca de 700 famílias portuguesas e mais de 200 educadores de infância, que integram os equipamentos das Misericórdias portuguesas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.