Família "perde" tigre quando transportava animal para veterinário


 

Lusa / AO online   Nacional   27 de Jul de 2010, 11:29

Rose Fernandes, uma portuguesa de segunda geração, é a proprietária de um enorme tigre que na segunda-feira conseguiu fugir de uma carrinha quando era levado para um veterinário.
“Há 24 horas que a família inteira e as autoridades, com o auxílio de helicópteros, realizam buscas numa zona extensa, entre Delmas e Groblersdaal, província de Mpumalanga (leste da África do Sul), onde o animal se poderá encontrar, provavelmente escondido numa árvore, o que caracteriza o comportamento destes predadores”, explicou Rose Fernandes.

O tigre desapareceu na segunda-feira durante uma viagem entre a propriedade dos Fernandes e o veterinário. O animal, que estava fechado na caixa de carga de uma “pick-up” protegida com uma cobertura amovível de fibra de vidro, conseguiu abrir a porta traseira da cobertura e desaparecer sem deixar rasto.

“É uma sensação de angústia muito grande saber que o animal, que foi criado por nós como um cão ou um gato, e alimentado a biberão desde bebé, poderá matar ou ferir alguém por se sentir acossado e perdido. É uma enorme responsabilidade”, confessou Rose Fernandes durante um dia intenso de buscas pela região de Mpumalanga.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.