Exportações têxtil e de vestuário sobem 3,5% até agosto


 

Lusa/AO online   Economia   9 de Out de 2015, 12:33

As exportações da indústria têxtil e de vestuário aumentaram 3,5% até agosto, para 3250 milhões de euros, registando um "forte crescimento" para Espanha e EUA, anunciou a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).

 

Segundo a ATP, nos primeiros oito meses do ano as exportações de artigos têxteis confecionados, entre os quais os têxteis-lar, aumentaram 8,2%, enquanto as exportações de têxteis subiram 3,7% e as de vestuário 2,4%.

Em termos de matérias-primas destaca a evolução das exportações de filamentos sintéticos ou artificiais, que progrediram 18,3%, e aponta ainda as exportações de tapetes e outros revestimentos têxteis, com um crescimento de 15,1%, e de têxteis impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados entre outros destinados aos usos técnicos, com um aumento de 6,9%.

De acordo com a associação, Espanha e os EUA continuam até agosto a ser os mercados com maior crescimento absoluto (acréscimo de 85 e 44 milhões de euros, respetivamente, face ao período homólogo de 2014), correspondendo a um crescimento relativo de 8,6% e 29,8%, pela mesma ordem.

A ATP destaca ainda a evolução das exportações em mercados “menos tradicionais” do setor como o Canadá (15,8%), a Argentina (104,3%), os Emiratos Árabes Unidos (21,8%), o Japão (23,7%), Hong-Kong (17,5%) e a Austrália (12%).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.