Espanha

Ex-chefe militar da ETA condenado a 83 anos de prisão


 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Set de 2010, 18:35

O ex-chefe militar da ETA, Gorka Palacios, foi condenado a 83 anos de prisão, no primeiro julgamento de um elemento da organização separatista basca depois do anúncio de um cessar-fogo em 5 de Setembro.
A condenação diz respeito a um atentado cometido a 10 de Julho de 2001 em Madrid, em que morreu um polícia, segundo consta da sentença ditada pela Audiência Nacional e divulgada esta segunda-feira.

Este tribunal julgou Palacios três dias depois de a ETA anunciar a cessação das suas "acções armadas ofensivas" e impôs a sentença por crimes de assassínio terrorista pela morte do agente Luis Ortiz de la Rosa, de estragos e de lesões.

O réu foi também condenado a pagar uma indemnização a herdeiros da vítima e a um dos feridos no atentado que ficou incapacitado para trabalhar.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.