Eurostat valida défice em 9,3% do PIB


 

Lusa/AO On line   Economia   22 de Out de 2010, 10:06

O Eurostat validou hoje o défice orçamental português de 2009, que tinha sido transmitido pelo INE em setembro, fixando-o em 9,3 por cento do PIB, uma diminuição de 0,1 pontos percentuais em relação à primeira notificação de abril.

O organismo responsável pelas estatísticas comunitárias justificou esta redução, e ajustamentos nos anos anteriores, com a “reclassificação da empresa pública de rádio e de televisão do setor de empresas não financeiras para o setor das administrações públicas”.

A evolução do défice orçamental português foi assim de 4,1 em 2006, 2,8 em 2007 e 2,9 em 2008 e 9,3 no ano passado.

Quanto à dívida pública, passou de 63,9 por cento do produto interno bruto (PIB) em 2006 para 62,7 em 2007, 65,3 em 2008 e 76,1 no ano passado.

O Eurostat voltou a não publicar dados para a Grécia, por causa das dúvidas que tem em relação aos dados estatísticos deste país.

O organismo de estatísticas europeu informou que está num processo para garantir a qualidade das fontes de dados estatísticos da Grécia e que publicará os dados orçamentais gregos apenas em meados de novembro.

Os défices públicos mais elevados em 2009, sem contar com a Grécia, foram registados na Irlanda (14,4), Reino Unido (11,4), Espanha (11,1), Letónia (10,2), Portugal (9,3), Lituânia (9,2), Roménia (8,6), Eslováquia (7,9), França (7,5) e Polónia (7,2).

Nenhum país registou um excedente público em 2009 e os desequilíbrios menos importantes verificaram-se no Luxemburgo (0,7), Suécia (0,9) e Estónia (1,7).

No final de 2009, as dividas públicas mais elevadas, superiores a 60 por cento do PIB, foram registadas em Itália (116,0), Bélgica (96,2), Hungria (78,4), França (78,1), Portugal (76,1), Alemanha (73,4), Malta (68,6), Reino Unido (68,2) Áustria (67,5), Irlanda (65,5) e Holanda (60,8).

Os Estados-membros notificam duas vezes por ano (março e setembro) os saldos orçamentais dos anos anteriores com as últimas correções introduzidas


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.