Droga

Europa é maior produtor de anfetaminas alertam OEDT e Europol


 

Lusa/AO online   Internacional   15 de Dez de 2011, 18:19

A Europa é o maior produtor mundial de anfetaminas, a "cocaína dos pobres" consumida por mais de 12 milhões pessoas que não pode ser tratada como "secundária", alertaram hoje o Observatório Europeu da Droga e Toxicodependência e a Europol.
Um relatório conjunto indica que as anfetaminas são uma "droga europeia" em termos de fabrico e consumo e terreno fértil em "oportunidades de negócio altamente rentáveis para o crime organizado".

"Cerca de 12,5 milhões de europeus consumiram anfetaminas durante a sua vida e dois milhões fizeram-no no último ano", refere.

Se alguma produção vem de pequenos laboratórios artesanais, a maior parte provem de instalações "industriais de média e grande dimensão geridas por criminosos que actuam na Europa e além das suas fronteiras", referem o OEDT e a Europol nas suas conclusões.

Na Holanda e Bélgica estão os principais centros de produção, com indícios de utilização de equipamento industrial, tal como, em menor escala mas com tendência para aumentar, na Polónia e na Lituânia, onde se fabrica principalmente metanfetamina para consumo nos mercados da Escandinávia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.