Eurodeputados votam hoje orçamento da UE para 2013 e imposto sobre transações financeiras

Eurodeputados votam hoje orçamento da UE para 2013 e imposto sobre transações financeiras

 

Lusa/AO Online   Internacional   12 de Dez de 2012, 06:38

O Parlamento Europeu vai votar hoje o orçamento da União Europeia para 2013, o último antes do próximo quadro plurianual, e deverá dar

Depois de meses de negociações, o hemiciclo de Estrasburgo irá confirmar o compromisso alcançado entre representantes do Parlamento e do Conselho (Estados-membros) em torno de um orçamento retificativo de seis mil milhões de euros para 2012, e do orçamento da UE para 2013, de 132,8 mil milhões de euros em pagamentos e 150,9 mil milhões em autorizações.

Para cada linha orçamental do orçamento comunitário há dois tipos de dotações: autorizações e pagamentos.

As primeiras referem-se a quanto a União Europeia pode comprometer-se a gastar (por exemplo, assinar um contrato ou iniciar um procedimento de concurso) num determinado ano, enquanto os níveis de pagamento regulamentam os pagamentos reais feitos naquele ano.

O orçamento de 2013 é o último do atual quadro financeiro, não tendo os 27 chegado ainda a um acordo sobre o próximo orçamento plurianual para o período 2014-2020, tendo a cimeira extraordinária celebrada a 22 e 23 de novembro passado para tentar um compromisso terminado sem êxito.

Ainda no domínio de assuntos económicos e financeiros, o hemiciclo deverá dar a sua “luz verde” à cooperação reforçada para os Estados-membros interessados poderem criar um imposto sobre as transações financeiras a nível da UE.

Além de Portugal, já se mostraram dispostos a avançar neste domínio Alemanha, França, Áustria, Bélgica, Eslovénia, Estónia, Grécia, Itália, Espanha e Eslováquia.

Os votos terão lugar ao final da manhã, depois de um debate no hemiciclo com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre a agenda da próxima cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE, que se celebra na quinta e na sexta-feira, em Bruxelas, e que será dedicada a um “roteiro” para o reforço da União Económica e Monetária.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.