EUA acusam empresário chinês de roubar segredos militares

EUA acusam empresário chinês de roubar segredos militares

 

Ao/Lusa   Economia   12 de Jul de 2014, 09:09

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou na sexta-feira um empresário chinês residente no Canadá de ter roubado segredos militares depois de ter acedido ilegalmente a computadores de empresas que têm contratos com a defesa norte-americana.

 

Segundo documentos apresentados perante um tribunal de Los Angeles, o empresário Su Bin roubou, durante anos, informação da Boeing e trabalhou com dois parceiros na China para a vender a empresas no país asiático.

O trio alegadamente roubou informação sobre o avião de transporte C-17 da Boeing e dois dos aviões de combate mais avançados do Pentágono, o F-22 e o F-35, fabricados pela Lockheed Martin.

Não há indícios que liguem o Governo chinês a esta operação, escreve a agência Efe.

Bin era proprietário da empresa de aviação chinesa Lode Tech, com escritórios no Canadá, e foi detido a 28 de junho, informou o FBI.

O indivíduo deverá comparecer perante uma audiência para fixar a sua fiança no final deste mês.

O New York Times informou que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos solicitou a sua extradição.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.