ETA pode anunciar fim definitivo de quatro décadas de violência


 

Lusa/AO Online   Internacional   17 de Out de 2011, 08:26

A organização terrorista basca ETA, responsável pela morte de mais de 800 pessoas nos últimos 40 anos, poderá anunciar esta semana um fim definitivo da violência, segundo noticia o jornal inglês The Guardian.

Citando "fontes próximas às negociações", o jornal inglês refere que o anúncio poderá vir na sequência da conferência internacional que decorre hoje em San Sebastián, na qual participam, entre outros, o ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

O jornal não identifica as fontes nem explica a que "negociações" se refere já que, não estão em curso quaisquer negociações entre o Governo espanhol ou o governo basco e a organização terrorista.

O jornal recorda ainda a recente declaração de centenas de presos da ETA, que defenderam um fim da violência e declarações recentes de alguns responsáveis do Governo espanhol que admitem esperar um anúncio em breve.

A ETA tem em vigor, desde setembro de 2010, um cessar-fogo "permanente", ainda que no passado a organização tenha violado anúncios de cessar-fogo que eles próprios fizeram.

O The Guardian refere que ainda não é claro o conteúdo ou tom que a ETA utilizará para comunicar o que "aparenta ser um passo irreversível para o fim de um grupo que matou mais de 800 pessoas durante os últimos 43 anos".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.