Estudo revela que há mais portugueses de férias mas a poupar

Estudo revela que há mais portugueses de férias mas a poupar

 

Lusa/AO online   Economia   19 de Jul de 2017, 18:26

Um estudo de mercado da instituição de crédito Cetelem indica que mais portugueses querem passar férias em 2017 (58%) do que em 2016 (43%), mas planeiam poupar, quer em território nacional, quer no estrangeiro.

Em comunicado, lê-se que o alojamento "é a forma preferencial de poupança, com 48% dos inquiridos a mencionar este aspeto, aumentando para 54% dos que pretendem passar férias de verão em Portugal". As reservas com antecedência são referidas "por 33% dos consumidores", bem como as viagens em companhias áreas de baixo custo ('low cost').

"É natural que, fruto de alguns anos de forte austeridade, ainda exista algum receio em consumir, pelo que as pessoas procuram diminuir os seus gastos das mais variadas formas", considerou o diretor de marketing e vendas da Catelem, José Pedro Pinto, referindo-se à pesquisa junto de "uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal continental, de ambos os géneros e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.