Estudantes exigem nas ruas de Lisboa congelamento de propinas já aprovado


 

Lusa/AO Online   Nacional   15 de Mar de 2016, 15:55

Cerca de uma centena de estudantes do ensino superior partiram hoje, pouco depois das 15:00, do largo do Carmo, em direção ao parlamento, em Lisboa, exigindo o congelamento das propinas, já aprovado pelos deputados, na segunda-feira.

 

Os manifestantes pediram também mais condições materiais nas universidades e nos institutos politécnicos e mais ação social escolar, empunhando cartazes onde se lia "Bolsas sim, propinas não!" e "Este Governo não tem educação".

A manifestação, convocada por associações académicas, juntou, para já, estudantes do Porto e de Lisboa, nomeadamente da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e do Instituto Superior Técnico.

O parlamento aprovou na segunda-feira, na especialidade, uma proposta do PCP para a suspensão da atualização das propinas no ensino superior.

O ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, disse hoje que o congelamento das propinas tem um "impacto relativamente pequeno", pois apenas cinco instituições fixaram as propinas no valor máximo, o que abrange 80 mil alunos.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.