Brasil

Estragos ainda são evidentes no nordeste brasileiro


 

Lusa / AO online   Internacional   9 de Jul de 2010, 18:16

Os estragos ainda são evidentes nas 95 cidades de Alagoas e Pernambuco atingidas pelas enchentes, ocorridas em Junho, na região nordeste do Brasil, e a preocupação agora é as doenças infecciosas, como diarreias, hepatite e picadas de animais peçonhentos.
Após as chuvas, Alagoas registou duas mortes por leptospirose, doença causada por uma bactéria presente na urina do rato. Entre 21 de Junho e 7 de Julho, seis casos da doença já foram confirmados no estado.

Em situações de enchentes e inundações, a urina dos ratos presente em esgotos e sarjetas mistura-se com a enxurrada e a lama das enchentes. O contacto com a água ou lama contaminadas pode causar a infecção e complicações futuras.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.