Estradas cortadas na Índia para conter manifestações contra violação de estudante

Estradas cortadas na Índia para conter manifestações contra violação de estudante

 

LUSA/AOnline   Internacional   24 de Dez de 2012, 10:31

Milhares de polícias e soldados cortaram hoje estradas à circulação no centro da capital indiana, Nova Deli, para pôr fim às manifestações de uma semana contra a violação coletiva de uma estudante e impedir que chegassem ao palácio presidencial.

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, apelou durante a madrugada de hoje à calma da população e disse que o governo vai tomar medidas para prevenir crimes contras as mulheres, segundo a agência Associated Press.

“A revolta contra este crime é justificado, mas a violência não serve nenhum propósito”, disse Manmohan Singh.

As manifestações sucederam-se um pouco por toda a Índia desde que no dia 16 de dezembro um gangue violou uma jovem num autocarro, deixando-a em estado crítico.

A polícia usou gás lacrimogéneo e canhões de água durante os protestos do fim de semana, tendo carregado sobre os manifestantes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.