Estatuto dos Militares aprovado hoje em Conselho de Ministros após longo processo de revisão

Estatuto dos Militares aprovado hoje em Conselho de Ministros após longo processo de revisão

 

Lusa/AO Online   Nacional   2 de Abr de 2015, 11:46

O novo Estatuto dos Militares, que prevê condições mais restritivas de passagem à reserva e aumenta o tempo de permanência em alguns postos, vai ser esta quinta-feira aprovado em Conselho de Ministros, confirmaram à Lusa fontes da Defesa.

 

As novas alterações a este diploma, que regula os aspetos essenciais da carreira militar e está em revisão desde o final de 2013, têm sido muito criticadas pelas associações sócio profissionais.

Entre as principais alterações estão o aumento da idade da reforma dos 65 para os 66 anos a partir de 2016, tal como para a restante administração pública, além de um novo modelo de convocação de militares na reserva para o desempenho de funções.

Já para conseguirem passar à reserva, os militares passam a ter de cumprir 40 anos de tempo de serviço militar e 55 anos de idade, quando até agora estas condições eram em alternativa.

Entre as medidas já conhecidas estão também a criação dos postos de comodoro/brigadeiro-general, de subsargento/furriel e de cabo-mor, a promoção dos enfermeiros militares a oficiais e o aumento do tempo mínimo de permanência dos pilotos-aviadores da Força Aérea de 12 para 14 anos.

Deve ainda ser criado um novo sistema de avaliação comum dos militares das Forças Armadas.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.