Açores/Eleições

Estar ao lado das pessoas é a matriz do PS

Estar ao lado das pessoas é a matriz do PS

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Out de 2016, 07:10

O presidente do PS/Açores e cabeça de lista pelo círculo de São Miguel às eleições regionais de dia 16, Vasco Cordeiro, afirmou que a matriz do partido é "estar ao lado das pessoas".

 

“Neste momento de campanha eleitoral, tantos agora se chegam à frente e no fundo dizem aquilo que desmente a sua prática ao longo dos últimos quatro anos. É importante que se diga que tudo isto fizemos, não porque a isso tivéssemos sido obrigados por outros partidos, não que para aí tivéssemos sido empurrados por outros partidos, tudo isso fizemos porque estar ao lado das pessoas é a matriz do Partido Socialista, são os valores, são a estratégia e as convicções do Partido Socialista”, afirmou Vasco Cordeiro.

O candidato discursava num jantar comício em Vila do Franca, na ilha de São Miguel, onde começou por destacar que o percurso na atual legislatura, que agora termina, foi “particularmente exigente e desafiante”, não apenas para o Governo dos Açores, de que é presidente, mas particularmente “duro para as famílias e empresas” do arquipélago.

“E da parte do PS, da parte do Governo Regional do PS, nós estivemos onde tínhamos que estar, estivemos ao lado das famílias e das empresas dos Açores”, declarou, considerando que os últimos quatro anos foram exigentes, sobretudo devido a um Governo nacional, do PSD e CDS, que “descarregava austeridade em cima de austeridade” sobre famílias, reformados e daqueles que necessitavam de maior apoio.

Insistindo que o PS esteve “ao lado de quem devia estar”, o cabeça de lista destacou que quando o Governo nacional, do PSD e CDS-PP, com o apoio das estruturas regionais destes partidos, cortou no rendimento dos funcionários públicos, nos apoios sociais ou aumentou os impostos foi o Governo Regional do PS que “se ergueu com a força da autonomia” colmatou estas situações, aumentando por exemplo os apoios e baixando impostos.

Sobre o setor agrícola, área a que hoje o PS dedicou o dia de campanha, Vasco Cordeiro anunciou que os objetivos do partido são a melhoria do rendimento dos agricultores, o reforço da competitividade de toda esta fileira, e a promoção da sustentabilidade económica, social e ambiental deste que “é um dos grandes pilares” da economia regional.

Para os concretizar, o cabeça de lista apontou a redução dos custos da exploração, a melhoria das acessibilidades nos caminhos, do abastecimento de água e da energia elétrica.

“Temos condições para na próxima legislatura estender a mais cerca de 100 explorações agrícolas a energia elétrica”, exemplificou Vasco Cordeiro, adiantando, ainda, neste campo, a promoção da sanidade animal, o reforço do potencial exportador ou o apoio à diferenciação de produtos, são outras das apostas do partido neste setor.

Para as regionais de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.