PEC

Estado deve equilibrar contas "do lado da despesa e não da receita"


 

Lusa / AO online   Economia   5 de Mar de 2010, 10:20

O Estado deve atacar o problema das contas públicas "do lado da despesa e não do lado da receita", consideraram à Lusa alguns economistas que esperam medidas "duras" no Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).
Esta é a opinião consensual partilhada por Nogueira Leite, Bagão Félix, João Duque e Basílio Horta, na véspera da aprovação, em Conselho de Ministros extraordinário, do programa que define a política económica do Estado para os próximos quatro anos.

"O Estado tem que utilizar a despesa como instrumento de credibilização da política orçamental e o ajustamento tem que ser [feito], essencialmente, do lado da despesa. Aí, concordo com o congelamento salarial na função pública, mas não poderá ser apenas esse o único instrumento", revelou Nogueira Leite, que considerou esta medida "insuficiente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.