Estado de alerta em Bruxelas mantém-se em nível 4

Estado de alerta em Bruxelas mantém-se em nível 4

 

Lusa/AO Online   Internacional   23 de Nov de 2015, 18:36

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, anunciou hoje que se mantém o nível de alerta 4 em Bruxelas, o que significa que há um perigo iminente.

As escolas e o metro vão abrir na quarta-feira, este último de forma progressiva, acrescentou Michel, em conferência de imprensa após uma reunião com o Conselho Nacional de Segurança.

No final de mais de três horas de reunião, o primeiro-ministro salientou que o restante território do país se mantém em nível de alerta 3 e que a situação será reavaliada na próxima segunda-feira.

"O centro de crise decidiu manter o nível de alerta 4, o que significa que a ameaça continua a ser seria e iminente", disse Michel, em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho Nacional de Segurança.

Charles Michel garantiu ainda que na reabertura das escolas haverá medidas para garantir a segurança de alunos e professores.

O primeiro-ministro agradeceu aos residentes em Bruxelas a paciência e compreensão que mostraram com a situação que se mantém desde sábado.

Também hoje, a procuradoria federal anunciou que uma quarta pessoa foi acusada, em Bruxelas, de envolvimento nos atentados que causaram, a 13 de novembro, 130 mortos em Paris, incluindo um português e uma luso-descendente.

Os restantes detidos nas operações que a polícia belga levou a cabo, no domingo, foram libertados.

A manutenção do nível de alerta 4 implica também o encerramento dos centros comerciais e o cancelamento de eventos de maior dimensão.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.