Estádio do Dragão escolhido para a final da Supertaça europeia em 2020

Estádio do Dragão escolhido para a final da Supertaça europeia em 2020

 

Lusa/AO online   Futebol   24 de Mai de 2018, 14:47

O Estádio do Dragão, recinto do FC Porto, vai ser o palco da final da Supertaça europeia em 2020, anunciou hoje a UEFA, na sequência da reunião do Comité Executivo do organismo regulador do futebol europeu.

O Estádio da Luz, reduto do Benfica, em Lisboa, era um dos dois candidatos a receber a final da Liga dos Campeões da época 2019/2020, mas foi derrotado pelo Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul.

A final da Liga Europa de 2019/2020 vai realizar-se na Arena Gdansk, na Polónia, enquanto o jogo decisivo da Liga dos Campeões feminina da mesma temporada vai disputar-se na Áustria Arena, em Viena.

O Estádio do Dragão era um dos dois finalistas para a realização da final da Liga Europa, mas acabou por ser preterido em favor da Arena Gdansk, ‘casa’ do Lechia Gdansk, sendo em vez disso escolhido para receber a Supertaça pelo órgão executivo da UEFA, reunido em Kiev.

O confronto entre os vencedores da Liga dos Campeões e da Liga Europa de 2019/2020 – a disputar já no decurso da época 2020/2021 -, será a quinta final de uma prova europeia realizada em Portugal num único jogo.

A primeira final de uma prova continental disputou-se em 1967, no Estádio Nacional, em Oeiras, e consagrou o Celtic como vencedor da Taça dos Campeões Europeus – antecessora da Liga dos Campeões –, graças à vitória por 2-1 sobre o Inter Milão.

Em 1992, o jogo decisivo da extinta Taça dos Clubes Vencedores de Taças teve lugar no Estádio da Luz, entre o Werder Bremen e o Mónaco, com a equipa alemã a impor-se por 2-0.

O Sporting foi uma das poucas equipas a jogar em ‘casa’ uma final europeia, no Estádio José Alvalade, em 2005, mas o clube lisboeta saiu derrotado frente ao CSKA Moscovo, por 3-1.

A última final europeia realizada em Portugal data de 2014, de novo no Estádio da Luz, entre os rivais Real Madrid e Atlético de Madrid, que os ‘merengues’ venceram por 4-1, após prolongamento, conquistando dessa forma a Liga dos Campeões.

A atribuição de títulos europeus passou também por Portugal em 1983, com a final da Taça UEFA, entre o Anderlecht e o Benfica, e em 1987, com a Supertaça europeia, entre o FC Porto e o Ajax, que foram disputadas em duas mãos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.