Estação Costeira nos Açores recebeu 2.462 chamadas desde o início do ano

Estação Costeira nos Açores recebeu 2.462 chamadas desde o início do ano

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Ago de 2014, 09:28

A cooperativa de pescadores dos Açores Porto de Abrigo revelou que este ano já recebeu 2.462 pedidos de apoio ou informações de barcos e alertou para a necessidade de reparação de alguns equipamentos.

 

Segundo dos dados divulgados pela cooperativa através de um comunicado, a Estação Costeira Porto de Abrigo recebeu 2.462 chamadas com pedidos de apoio ou de informações entre 01 de janeiro e 15 de agosto.

Destas, 2.367 vieram de embarcações de pesca e 95 de "náutica de recreio/pesca desportiva", havendo "vários veleiros" estrangeiros.

Nos 12 meses de 2013, a Estação Costeira recebeu um total de 3.783 chamadas.

"Do conjunto dos serviços solicitados, destacamos, pela sua importância, os pedidos de apoio em situação de avaria, os pedidos por acidente solicitando aconselhamento médico ou possível evacuação, e os pedidos de reboque de embarcações com avaria e o reboque de objetos ou artes suscetíveis de afetar a navegação", destaca a cooperativa.

No mesmo comunicado, a Porto de Abrigo lembra que diariamente, "no apoio de rotina", divulga informações e recebe pedidos sobre meteorologia, evolução dos preços do pescado nas lotas ou reserva de serviços para a chegada das embarcações a um porto.

A Estação Costeira Porto de Abrigo funciona na sede da cooperativa em Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

Através de retransmissores localizados em várias ilhas, consegue fazer a cobertura de toda a Zona Marítima dos Açores.

Os computadores e outros equipamentos instalados na sede permitem comunicar com as embarcações e localizá-las, atualizar informações sobre alertas meteorológicos, acompanhar barcos com avarias ou estabelecer contacto entre os pescadores que estão no mar e os familiares em terra.

Sublinhando que presta toda esta "informação útil" a quem está no mar, a cooperativa alerta para a necessidade de manutenção dos equipamentos da Estação Costeira, apontando que, por exemplo, avarias no retransmissor da ilha das Flores têm limitado a cobertura à zona mais ocidental do arquipélago.

A Porto de Abrigo volta por isso a apelar ao Governo Regional para que cumpra a recomendação aprovada pelo parlamento açoriano em março e que pedia apoios para a cooperativa para ser assegurado o funcionamento da Estação Costeira.

"Considera-se que o trabalho de manutenção de equipamentos instalados em montanha deve ser realizado no verão e resultar da cooperação com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros", lê-se no comunicado divulgado hoje.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.