Presidência eslovena da União Europeia

Estabilizar região dos Balcãs


 

Lusa/AOonline   Internacional   22 de Dez de 2007, 16:07

O primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, anunciou hoje que a estabilização da região dos Balcãs será a sua prioridade durante o semestre em que assumirá a presidência da União Europeia, a partir de 1 de Janeiro.
    Na cerimónia de alargamento do espaço Schengen à Eslovénia, Janez Jansa salientou que a União Europeia ainda tem espaço para se alargar a mais países mas deixou um alerta.

    "Antes de fazer isso, os países dos Balcãs precisam de estabilização. Esta é a região dos grandes desafios, este é o grande desafio da presidência eslovena", afirmou.

    A Eslovénia sucederá a Portugal no exercício da presidência da União Europeia.

    Questionado sobre esta prioridade enunciada por Janez Jansa, o primeiro-ministro José Sócrates salientou que Portugal já conseguiu "mais tempo" para o diálogo sobre a situação no Kosovo e conseguiu "manter a Europa unida".

    "O dossier do Kosovo é muito exigente, muito complicado. É preciso haver mais tempo para haver diálogo e manter a Europa unida, penso que é essa também a prioridade da Eslovénia", afirmou Sócrates, questionado pelos jornalistas no final da cerimónia.

    Interrogado sobre qual será o perfil da missão que Portugal vai enviar para o Kosovo, o primeiro-ministro não quis adiantar mais pormenores.

    "O mais importante foi a decisão que tomámos de envio de uma missão", disse.

    No dia da abolição de fronteiras com a Itália, na zona fronteiriça de Skopije-Rabuiese, o primeiro-ministro esloveno confessou que nunca pensou ver este dia.

    "Há vinte anos havia pessoas que tentavam ilegalmente atravessar esta fronteira e eram mortas", recordou Janez Jansa.

    "Hoje o sonho de uma Europa unida é mais real do que nunca", sublinhou.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.