Esquerda parlamentar acusa anterior Governo de ocultar problemas no Banif

Esquerda parlamentar acusa anterior Governo de ocultar problemas no Banif

 

Lusa/AO Online   Economia   22 de Jan de 2016, 10:24

A esquerda parlamentar uniu-se hoje nas críticas ao anterior Governo, acusando-o de ter ocultado os problemas do Banif durante três anos, com o PSD a assegurar que quer apurar as responsabilidades de todos os governos "sem exceção".

 

O deputado do PSD António Leitão Amaro pediu o apoio de todas as bancadas para a realização, a par da comissão de inquérito, de uma "auditoria externa e independente" ao processo que levou à venda do Banif ao Santander para apurar as responsabilidades de todos os intervenientes e governos "sem exceção" e "doa a quem doer".

Entre as dúvidas que apontou sobre o processo, o deputado social-democrata questionou se o que foi feito "foi mesmo para resolver o Banif ou foi para capitalizar o Santander", considerando que o Santander beneficiou de um "jackpot".

"Porquê este jackpot para o Santander, que apenas pagou 150 milhões de euros para receber um banco limpinho, com ativos de perto de dez mil milhões e mais uma garantia do Estado de 750 milhões, mas sem dar nenhuma garantia de futuro aos trabalhadores", questionou Leitão Amaro, referindo-se à venda do banco realizada em dezembro passado, já com o atual Governo PS.

Face à intervenção do deputado do PSD, PCP, PS e BE foram unânimes nas críticas ao anterior governo PSD/CDS-PP, que acusaram de ocultar dados relevantes sobre o processo durante três anos.

"É verdade que o Banif foi entregue quase de borla ao Santander, resta saber se o anterior Governo tudo fez para que isso fosse possível", afirmou o deputado do PCP Miguel Tiago, questionando se o objetivo do anterior executivo foi para esconder os problemas para fingir uma "suposta saída limpa" do programa de assistência financeira.

Mariana Mortágua, pelo BE, acusou o PSD de ter a "distinta lata de apontar as culpas a quem esteve dois meses no Governo", depois de passar três anos a "esconder" o processo negocial com a comissão europeia e a real situação do Banif.

O deputado do PS João Galamba acusou o PSD e o CDS-PP de terem "desvalorizado sistematicamente" o problema do Banif enquanto estiveram no governo e de terem ocultado dados sobre as posições da Comissão Europeia relativamente ao banco.

"Foi ocultado que a Comissão Europeia discordava da recapitalização do Banif nos termos em que foi feita no dia 1 de janeiro de 2013, foi ocultado que houve problemas nos últimos três anos", acusou Galamba, frisando que a venda do Banif ao Santander foi uma "decisão de urgência".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.