Especialistas debatem erupção dos Capelinhos

Especialistas debatem erupção dos Capelinhos

 

Lusa/AO online   Regional   12 de Dez de 2007, 13:45

Especialistas internacionais, do continente e dos Açores participam a partir de sexta-feira no Faial num colóquio onde será feita uma avaliação às acções de socorro durante a crise sísmica de 1998 que atingiu a ilha açoriana.
     Promovido pelo Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), o colóquio vai abordar também os movimentos sociais associados ao sismo de 1998, que afectou particularmente as ilhas do Faial e Pico, em comparação com a erupção vulcânica dos Capelinhos, que este ano assinala 50 anos.

    O vice-presidente do SRPCBA, Ricardo Barros, adiantou à agência Lusa que será feito um paralelismo, quanto às movimentações sociais, entre o fenómeno dos Capelinhos, em 1957, e a crise sísmica registada em 1998.

    Actualmente uma das maiores atracções turísticas do Faial, o Vulcão dos Capelinhos começou a sua erupção a 27 de Setembro de 1957, prolongando-se por cerca de 13 meses, levando muitos habitantes da ilha a optarem por deixar a sua terra, numa grande vaga de emigrantes do arquipélago para os Estados Unidos e Canadá.

    "Nesta altura, registou-se um decréscimo da população, mas, no caso do sismo de 1998, tal não se veio a verificar, e até vieram mais pessoas para a ilha do Faial, em parte decorrente do processo de reconstrução", explicou Ricardo Barros.

    Destacando "a capacidade que o Governo Regional teve para enfrentar" uma crise daquela natureza, o vice-presidente do SRPCBA adiantou ainda que o colóquio terá como objectivo um balanço da forma como decorreram as acções de socorro no sismo e ainda saber como se processou a reconstrução.

    Trata-se de uma avaliação que pretende "tirar ensinamentos" para o futuro, na medida em que o SRPCBA pretende "sempre melhorar a sua capacidade de resposta", numa região sísmico-vulcânica, salientou o mesmo responsável.

    Saber de que forma a comunicação social tratou um e o outro evento, e como se encarou estes fenómenos, são outros dos temas a abordar no encontro "Sociedade, Cultura e risco: Da Memória dos Capelinhos à Crise Sísmica de 1998”.

    A realização deste colóquio está também integrada no ciclo de comemorações do 50º aniversário do Vulcão dos Capelinhos e realizado em colaboração com a Câmara Municipal da Horta.

    Associadas a este colóquio do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores estarão ainda patentes várias exposições documentais alusivas ao Vulcão dos Capelinhos, à crise sísmica de 1998 e às reconstruções e reconfigurações da ilha do Faial na última metade do século XX.

    Aberto ao público, o evento é organizado ainda em parceria com o Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, organismo com o qual o Serviço Regional de Protecção Civil mantém um protocolo de colaboração na área dos estudos de risco.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.