Escolas queixam-se que gestão da ação social é tormento

Escolas queixam-se que gestão da ação social é tormento

 

Paula Gouveia   Regional   6 de Dez de 2014, 23:00

Manchete da edição deste domingo do Açoriano Oriental dá conta das dificuldades que os conselhos executivos sentem na gestão da ação social escolar perante a incerteza de quanto e quando vão receber

Na edição de hoje, o leitor pode ainda ficar a saber mais sobre assaltos à Universidade dos Açores e à sede dos escuteiros na Mãe de Deus, bem como sobre o caso de uma menina excluída do Programa de Intervenção Precoce por falta de recursos humanos e cuja família não aceita o que diz ser uma discriminação.

O jornal dá ainda conta que os hotéis vão estar com baixa ocupação no fim do ano, bem como que o porto de Rabo de Peixe vai ser inaugurado hoje, o governo enviou convite a partidos para reunião sobre baixa de impostos nos Açores e como são fiscalizadas as árvores de Natal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.