Encontro Açores-Madeira vai marcar "novo ciclo de relacionamento"

Encontro Açores-Madeira vai marcar "novo ciclo de relacionamento"

 

Lusa/AO Online   Regional   25 de Jan de 2016, 10:53

O subsecretário regional da Presidência para as Relações Externas dos Açores, Rodrigo Oliveira, disse hoje que a visita do Governo Regional da Madeira ao arquipélago é histórica e vai marcar um novo ciclo nas relações entre os dois executivos.

 

“Nós preferimos salientar o caráter histórico desta visita, deste encontro, que, certamente, marcará um novo ciclo no relacionamento, na proximidade, na amizade entre estas regiões e a sua atuação conjunta em face de muitos desafios que têm em comum, na região, nacionais e europeus”, afirmou Rodrigo Oliveira, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, Açores, na apresentação do programa da visita do Governo Regional da Madeira.

O responsável destacou que as duas regiões ultraperiféricas “têm assumido posições de liderança em organizações a nível europeu”, adiantando existir um “conjunto de matérias, estatutos, interesses e desafios que aconselham este relacionamento reforçado”.

“Estamos certos de que no final desta visita sairemos com um novo ciclo deste relacionamento”, sublinhou o subsecretário regional.

Em agosto do ano passado, o chefe do executivo açoriano, Vasco Cordeiro, convidou o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, a visitar os Açores, convite que “foi prontamente aceite”, informou Rodrigo Oliveira.

O responsável adiantou que o Governo dos Açores “identificou um conjunto de matérias em relação às quais entende que podem ser dados passos concretos com vista ao reforço da cooperação entre as duas regiões, ao estabelecimento de intercâmbios, ao desenvolvimento de projetos comuns”.

“Esta cooperação reforçada deverá ser consagrada através da assinatura de protocolos, no final da visita, que serão anexados à declaração conjunta, um trabalho que tem sido desenvolvido ao longo destes últimos meses internamente e com o Governo da Madeira, de definição das bases e matérias de interesse que serão de resto trabalhados e fechados ao longo da visita”, referiu Rodrigo Oliveira, exemplificando com áreas que “vão, por exemplo, dos assuntos europeus às políticas da juventude, da cultura à proteção civil, das pescas ao ambiente”.

A comitiva do Governo da Madeira, chefiada por Miguel Albuquerque, chega a Ponta Delgada ao final da tarde de sábado, onde, no Palácio de Santana, está agendado um encontro oficial entre os dois presidentes.

No domingo, está prevista a deslocação a uma unidade fabril transformadora de leite, à central de produção de energia geotérmica e ao Centro de Monitorização e Investigação das Furnas, junto à qual decorrerá uma reunião de trabalho entre os dois governos.

As comitivas seguem depois para a ilha do Pico, onde no dia 01 de fevereiro está agendada uma visita ao Museu do Vinho e à zona classificada da Paisagem, da Cultura e da Vinha do Pico, e depois à ilha do Faial para conhecer o Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores.

Já na Terceira, ao final da tarde, decorre a cerimónia oficial de assinatura da declaração conjunta entre os dois governos e dos protocolos de cooperação, a que se segue um jantar oficial de encerramento da visita, regressando a comitiva da Madeira no dia seguinte para o Funchal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.