Espaço

Encontrado gelo no asteróide 65 Cibele


 

Lusa/AO online   Internacional   23 de Dez de 2010, 10:01

Investigadores do Instituto de Astrofísica das Canárias (IAC) encontraram uma pequena quantidade de gelo e complexas substâncias orgânicas na superfície do asteróide 65 Cibele, informou o centro científico espanhol.
Citado pela agência de notícias espanhola Efe, o instituto afirma que a descoberta sugere que há mais água do que se pensava na região interna do sistema solar, o que reforça a teoria de que a água chegou à Terra através do impacto de asteróides e cometas.

O 65 Cibele é o segundo asteróide onde foi detectada água gelada, depois de a mesma equipa ter descoberto o mesmo elemento na superfície do asteróide 24 Themis, no início deste ano.

A presença destes materiais nos dois asteróides sugere ainda que os corpos que estão na região interna do sistema solar (a distâncias menores do que a distância a Júpiter), contêm mais água do que o que se pensava até ao momento.

O IAC explica que a pouco menos de 479 mil milhões de quilómetros da Terra (3,4 unidades astronómicas), o anel de asteróides entre Marte e Júpiter é composto por material que nunca chegou a acumular-se para formar um planeta, devido às perturbações de gravidade que Júpiter exerce sobre essa zona.

Os corpos, asteróides na sua maior parte, têm uma composição muito diversa (desde argilas a minerais, como feldspatos, e a metais, como o ferro e o níquel), à qual se acrescenta ainda água e moléculas orgânicas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.