Encontrado caixão que se presume ser de Cervantes


 

Lusa/AO online   Internacional   26 de Jan de 2015, 10:28

As iniciais M.C. estão inscritas num caixão descoberto na Igreja das Trinitarias de Madrid, em Espanha, onde se presume que terá sido enterrado o escritor Miguel de Cervantes, falecido em 1616, anunciaram autoridades locais.

 

Uma equipa de especialistas que está a desenvolver uma investigação para tentar encontrar os restos mortais de um dos maiores nomes da literatura espanhola, encontrou o caixão com as iniciais num dos nichos da cripta do templo.

Os investigadores deverão agora analisar se os restos mortais do caixão correspondem aos do autor.

No nicho da cripta, a equipa de arqueólogos, historiadores e técnicos forenses, encontrou uma tábua de madeira muito deteriorada com as inicias M.C. - que coincidem com Miguel de Cervantes - marcadas a ferro.

Os especialistas têm vindo a analisar os 36 nichos da cripta e algumas das várias sepulturas descobertas no subsolo, para ver se encontram os restos mortais do escritor.

A descoberta causou "surpresa" e também "grande expectativa" na equipa, disseram à agência noticiosa EFE fontes próximas dos investigadores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.