Empréstimos às famílias e malparado caem em setembro mas crédito ao consumo aumenta

Empréstimos às famílias e malparado caem em setembro mas crédito ao consumo aumenta

 

Lusa/AO online   Economia   5 de Nov de 2012, 11:30

O valor total dos empréstimos concedidos pelos bancos às famílias e o malparado voltaram a cair em setembro em quase todos os agregados, com exceção do crédito ao consumo que aumenta pela segunda vez, segundo o Banco de Portugal.

O total do crédito considerado de cobrança duvidosa fixou-se nos 4.119 milhões de euros no final de setembro, contra 4.216 milhões de euros em agosto.

A queda é ainda mais pronunciada se este valor for comparado com os 4.561 milhões de euros registados em setembro do ano passado.

Esta queda beneficia de reduções em todos as áreas de empréstimos, com maior expressão no malparado entre o crédito concedido para ‘outros fins’, que apesar de em termos totais ser o menos expressivo, foi o que mais caiu, 40 milhões, para 918 milhões de euros.

O malparado nos créditos à habitação caiu 21 milhões de euros para 1.943 milhões de euros e no consumo 36 milhões de euros, para 1.258 milhões de euros.

Por sua vez, o valor total do crédito concedido pela banca às famílias caiu 149 milhões de euros, para 140.955 milhões de euros, tendo-se verificado reduções no total do crédito concedido à habitação em 189 milhões de euros e para ‘outros fins’ em 15 milhões de euros.

No entanto, o crédito concedido para consumo aumentou pelo segundo mês consecutivo em 56 milhões de euros face a agosto, quando todos os outros agregados estão em queda.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.