Empresários da ilha Terceira criticam atrasos nos navios de carga

Empresários da ilha Terceira criticam atrasos nos navios de carga

 

Lusa/AO Online   Regional   23 de Jul de 2015, 18:53

A Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) reivindicou esta quinta-feira a intervenção do Governo Regional dos Açores na operação marítima de carga, alegando que os atrasos dos navios têm provocado prejuízos aos empresários da ilha Terceira.

 

"Houve atrasos nas datas previstas para chegadas ao Porto da Praia da Vitória nos navios Ponta do Sol, Furnas e Monte da Guia na semana de 22 a 26 junho, época das festas Sanjoaninas, provocando grandes constrangimentos nos abastecimentos previstos pelas empresas", salientaram os empresários, num comunicado de imprensa.

Segundo a associação empresarial, os atrasos nos navios de contentores mantêm-se no mês de julho, já que o navio Corvo "deveria ter atracado no dia 14 e chegou apenas no dia 16".

A Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo defendeu, por isso, a intervenção da entidade reguladora e do Governo Regional, para que a situação se altere, "de modo a que o tecido empresarial possa planear a sua atividade de modo exato e rigoroso".

"Serão novamente as empresas locais a assumir as perdas causadas pela má operação e os terceirenses prejudicados. Não podemos continuar a assistir de forma impávida a estas alterações e problemas constantes", frisaram os empresários.

Além dos atrasos nos itinerários, a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo salientou que a única grua em funcionamento no porto da Praia da Vitória está "avariada há cerca de um mês", o que pode colocar em risco o desembarque de contentores esta semana.

"Numa época tão importante de abastecimento de mercadorias para os agentes económicos locais, é injustificável que se verifiquem estes atrasos e constantes adiamentos nos itinerários previstos", realçaram os empresários.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.