Empresários consideram "premente" obras no porto de Ponta Delgada

Empresários consideram "premente" obras no porto de Ponta Delgada

 

LUSA/AO online   Regional   30 de Dez de 2015, 15:26

A Câmara do Comércio e Industria de Ponta Delgada (CCIPD), nos Açores, considerou hoje "premente" a realização de obras com "caráter imediato" no porto de Ponta Delgada, uma infraestrutura "essencial ao bom funcionamento da economia" do arquipélago

"A direção considerou que é premente, não apenas a realização de obras com carácter imediato, que melhorem a sua integridade e operacionalidade, mas também que seja já decidido e planeado o início da sua ampliação para a criação de um parque de contentores e função de granéis”, refere a direção da CCIPD num comunicado, em que faz um balanço do ano e perspetiva 2016.

Já este mês o presidente da CCIPD defendeu obras de remodelação no porto da maior cidade dos Açores, cuja cabeça do molhe foi destruído no dia 14 devido ao mau tempo que assolou o arquipélago, críticas desvalorizadas pelo Governo dos Açores.

Segundo Mário Fortuna, o porto de Ponta Delgada foi construído no século XIX por iniciativa de um grupo de comerciantes da ilha de São Miguel, sendo uma infraestrutura que sofreu, ao longo dos anos, “apenas pequenas intervenções”.

“Este é um assunto que em 2016 irá continuar a merecer atenção e intervenção permanente por parte da direção”, adianta o comunicado da CCIPD, lamentando a “falta de visão estratégica por parte das entidades competentes sobre o futuro do porto de Ponta Delgada”.

Como aspeto negativo de 2015, a associação que representa os empresários das ilhas de São Miguel e Santa Maria destacou, também, o “lamentável desfecho” de resolução do BANIF e os seus reflexos nos Açores, algo que veio “evidenciar a necessidade de voltar a haver uma banca de proximidade de carácter regional”.

A alteração do modelo de transporte aéreo de e para o exterior dos Açores é um dos principais aspetos positivos de 2015 para a CCIPD, algo que se tem “revelado fundamental para o novo impulso que o turismo conheceu em 2015”.

“As dormidas cresceram 21,9% na região e 22,4% em São Miguel de janeiro a outubro. Os passageiros desembarcados nos aeroportos cresceram, até ao final de novembro, cerca de 20,4% nos Açores e 29,8% em São Miguel”, refere a CCIPD, congratulando-se com esta evolução positiva.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.