Orientação sexual

Elza Pais insta Instituto do Sangue a acabar com discriminação de dadores

Elza Pais insta Instituto do Sangue a acabar com discriminação de dadores

 

Lusa / AO online   Nacional   3 de Ago de 2010, 11:12

A secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais, instou esta terça-feira o Instituto Português do Sangue (IPS) a “retirar, tão rapidamente quanto possível”, as perguntas relacionadas com a orientação sexual que constam nos questionários a dadores de sangue.
A governante falava à agência Lusa a propósito das questões sobre a orientação sexual dos dadores de sangue que “estão no manual distribuído a profissionais de saúde e que constam de alguns questionários” feitos nos locais de recolha de sangue.

Num inquérito a dadores de sangue do Hospital de Santo António, no Porto, ao qual a Lusa teve acesso, consta a pergunta "Se é homem: alguma vez teve relações sexuais com outro homem?"

Esta mesma pergunta levou o Bloco de Esquerda a avançar com uma iniciativa parlamentar para acabar com essa "discriminação" – projecto de resolução que foi aprovado há quatro meses pela Assembleia da República, sem votos contra e com a abstenção do CDS-PP, e que "recomenda ao Governo a adopção de medidas que visem combater a actual discriminação dos homossexuais e bissexuais nos serviços de recolha de sangue".

“A pergunta é, sem sobra de dúvida, discriminatória”, vincou Elza Pais, recordando que esta discriminação “já foi sinalizada” pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), que endereçou um parecer ao IPS instando à supressão de questões daquele tipo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.