Seguro considera que país precisa de outro primeiro-ministro

Seguro considera que país precisa de outro primeiro-ministro

 

Lusa/AO online   Nacional   7 de Dez de 2012, 11:04

O secretário-geral do PS afirmou esta sexta-feira que Portugal precisava de "outro primeiro-ministro" para ter voz na Europa, enquanto Passos Coelho considerou que Seguro faz concorrência a antigos líderes comunistas e usa uma "cassete gasta".

Esta troca de acusações registou-se já na parte final da discussão política entre António José Seguro e Pedro Passos Coelho, durante o debate quinzenal na Assembleia da República.

Nas suas intervenções perante o primeiro-ministro, o secretário-geral do PS procurou também responsabilizar e envolver o PSD na negociação do programa de assistência financeira a Portugal a partir de maio de 2011, citando, para o efeito, declarações do ex-ministro das Finanças Eduardo Catroga em julho de 2012.

"No momento que Portugal vive, nós precisávamos de outro primeiro-ministro aí sentado que tivesse voz firme na Europa para defender os interesses do país. O senhor não tem sabido defender os interesses de Portugal na Europa", disse Seguro, dirigindo-se a Passos Coelho.

António José Seguro contrariou também a tese de que foi por pressão do atual Governo que Portugal beneficiou de uma redução no pagamento, contrapondo que essa medida resultou de uma negociação (por iniciativa grega) e que entrou em vigor em junho de 2011, "poucos dias depois de o senhor primeiro-ministro ter tomado posse".

"O que o país tem beneficiado não é por sua iniciativa. O senhor primeiro-ministro vai atrás dos outros", considerou o líder socialista.

A resposta do primeiro-ministro a António José Seguro foi dura: "Julgo que o senhor deputado começa a fazer uma séria concorrência àquilo que era a fama que os líderes do PCP tinham".

"O senhor deputado [António José Seguro] começa a usar uma cassete que está a ficar gasta", declarou Pedro Passos Coelho.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.