Conjuntura

Economistas reduzem previsão de crescimento do PIB nos EUA


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Ago de 2010, 15:49

A diminuição da oferta de postos de trabalho vai travar os gastos dos consumidores norte-americanos e abrandar a retoma da economia, que deverá crescer 2,55 por cento, de acordo com um grupo de economistas citado pela 'Bloomberg'.
De acordo com as estimativas dos economistas citados pela agência financeira, o Produto Interno Bruto (PIB) vai crescer a uma taxa anual de 2,55 por cento no segundo semestre de 2010, abaixo do valor estimado em Julho, que era de 2,8 por cento.

"Simplesmente, o crescimento do emprego no sector privado não melhorou como nós esperávamos", justificou John Silvia, economista-chefe do Wells Fargo Securities LLC, em Charlotte, Carolina do Norte, acrescentando que "o consumidor continua a contribuir para o crescimento da economia, mas a um ritmo lento".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.