Economia brasileira ultrapassa a britânica e torna-se a sexta maior do mundo


 

Lusa/AO online   Economia   26 de Dez de 2011, 15:15

O Brasil ultrapassou o Reino Unido em 2011 e tornou-se a sexta maior economia do mundo, revela uma consultora britânica especializada em análise económica, num estudo cujas conclusões são notícia na imprensa britânica.
"O Brasil vence os países europeus no futebol há muito tempo, mas vencê-los na economia é um novo fenómeno. A nossa tabela das maiores economias mundiais mostra que o mapa económico está a mudar", disse o chefe executivo da consultora CEBR (Centro de Investigação em Economia e Negócios), Douglas McWilliams, citado pelo jornal britânico The Guardian.

Citado pela BBC, a mesma fonte disse tratar-se de uma tendência crescente: "Penso que faz parte da grande mudança económica, em que vemos, não só uma transferência do ocidente para o oriente, mas também que os países produtores de bens essenciais - alimentos, energia e coisas assim - estão a sair-se muito bem e estão gradualmente a subir na tabela das grandes economias".

Segundo o tablóide Daily Mail, é a primeira vez que o Reino Unido fica atrás de uma nação sul-americana.

O jornal The Guardian escreve que a queda do Reino Unido se deve à crise financeira de 2008 e à consequente recessão, enquanto a economia brasileira beneficiou das exportações para a China.

O estudo conclui ainda que a queda do Reino Unido no ranking das maiores economias continuará nos próximos anos, com a Rússia e a Índia a empurrar o país para a oitava posição.

Segundo o The Guardian, "a única compensação (...) é que a França vai cair mais depressa" e deverá mesmo ser ultrapassada pelo Reino Unido e ficar em nono lugar em 2020.

Estados Unidos, China, Japão, Alemanha e França, por esta ordem, são os países que antecedem o Brasil na lista das maiores economias mundiais da CEBR.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.