Tecnologia

Dubai acredita que EUA e Israel usam Blackberrys para espionagem

Dubai acredita que EUA e Israel usam Blackberrys para espionagem

 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Set de 2010, 12:24

O chefe da polícia do Dubai disse esta sexta-feira que o plano de limitar o uso dos telemóveis inteligentes BlackBerry nos Emirados Árabes Unidos foi potenciado por preocupações de que os Estados Unidos e Israel usam os aparelhos para espionagem.
As declarações do tenente general Dahi Khalfan Tamim - publicadas hoje no site do jornal Al-Khaleej - levantam novas dúvidas quanto a um possível acordo com os fabricantes dos BlackBerry, a Research in Motion (RIM), antes do prazo limite de 11 de Outubro.

Tamim surge citado no jornal como tendo dito que acredita que a América, Israel e outros países podem usar os smartphone Blackberry para espionagem.

Os dados transmitidos pelos Blackberry são encriptados e orientados através dos servidores da empresa canadiana RIM.

Os Emirados Árabes Unidos planeiam bloquear os serviços de e-mail, mensagens e de web dos Blackberry.

Esta semana, também a Índia deu à RIM uma janela de 60 dias para propor formas de as autoridades monitorizarem o tráfego de dados dos BlackBerry.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.