Saúde

Dor crónica afecta 35 por cento dos açorianos

Dor crónica afecta 35 por cento dos açorianos

 

Lusa / AO online   Regional   15 de Jun de 2010, 18:31

A dor crónica, que afecta cerca de 35 por cento da população açoriana, é o tema central de um fórum de especialistas dos Açores, Madeira e Canárias, que decorre na sexta-feira e no sábado em Ponta Delgada.

O encontro, que reúne cerca de uma centena de enfermeiros, médicos e psicólogos, tem como objectivo a “partilha de experiências e a divulgação da problemática da dor”, num quadro em que é necessário ajudar alguns profissionais de saúde a “ultrapassar certas barreiras” no tratamento da dor, afirmou a especialista Teresa Flor de Lima, em declarações à agência Lusa.

Segundo a gestora do Programa Regional do Controlo da Dor, os dados recolhidos num recente estudo nacional sobre esta questão apontam os Açores com uma das regiões onde se regista uma das maiores taxas de incidência da dor crónica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.