Atentados/Bruxelas

Dois suicidas do aeroporto eram irmãos com ligação a Abdeslam

Dois suicidas do aeroporto eram irmãos com ligação a Abdeslam

 

Lusa/AO Online   Internacional   23 de Mar de 2016, 07:23

Dois irmãos de apelido El Bakraoui, que tinham já ficha na polícia mas não por terrorismo, foram identificados entre os alegados bombistas suicidas dos atentados de terça-feira no aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, informou hoje a emissora pública RTBF.

Um deles, Khalid, tinha alugado, com uma identidade falsa, a casa na Rue du Dries, no bairro de Forest, onde no passado dia 15 de março ocorreu um tiroteio em que um dos suspeitos morreu e outros dois fugiram, incluindo Salah Abdeslam, implicado nos atentados de Paris e que acabou por ser posteriormente detido.

Khalid e Ibrahim El Bakraui, ambos de Bruxelas, estavam nos registos da polícia por atos de vandalismo, mas não por crimes ligados a terrorismo, esclarece a RTBF.

Duas explosões aconteceram no aeroporto de Zaventem, com um intervalo de vários segundos, cerca das 07:00 de terça-feira na zona de venda de bilhetes da Brussels Airlines e American Airlines.

Aqui morreram 14 pessoas e outras cem ficaram feridas. Na estação de metropolitano de Maalbeek, a apenas 200 metros da sede da Comissão Europeia, uma terceira explosão, ocorrida cerca das 08:10, provocou a morte a pelo menos 20 pessoas e ferimentos a outra centena.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.